FLIFA’23 – Festa do Livro Independente da Freguesia de Arroios 


Descubra os registos fotográficos do evento, aqui, aqui e aqui.

Leia mais sobre a FLIFA ’23 nas nossas redes sociais.

Descubra o melhor da literatura independente!

A segunda edição da Festa do Livro Independente da Freguesia de Arroios (FLIFA) chega ao Mercado de Arroios (Lisboa) de 29 de setembro a 1 de outubro de 2023.

Um palco para a liberdade e irreverência dos livreiros independentes, a FLIFA é uma celebração dos editores, livreiros e livros independentes que tantas vezes não se encontram nas grandes superfícies.  

Contando com a presença de mais de 70 editoras independentes de todo o país, bem como uma variada programação cultural, a FLIFA volta a falar de livros de uma forma diferente, promovendo a leitura com irreverência e dando espaço para novas vozes e experiências.

Além disso, contará ainda com um evento de divulgação da participação da cidade de Lisboa na Feira Internacional do Livro de Buenos Aires de 2024, na qual será cidade convidada de honra.  

Organização da Freguesia de Arroios com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa.


💬 Relembre a Programação Completa:


SEXTA, 29 DE SETEMBRO

18:00
Inauguração

18:30
Entre o escatológico e o atrevido: a irreverência na literatura
Conversa com Pedro Mexia, Hugo van der Ding e Rui Reininho

20:00
Rave Literária
DJ set de música eletrónica, jazz, funk e rock com André Santos e Márcio Matos (Flur)


SÁBADO, 30 DE SETEMBRO

11:00
Este livro não é para velhos: a literatura young adult em Portugal
Conversa com Bernardo P. Carvalho (ilustrador e fundador do Planeta Tangerina), Rodrigo Manhita (Diretor Criativo Bold Reads e Editor YA) e Carolina Branquinho (Bookstagrammer).

12:00
Peixeirada
Apresentação do livro “Arquitectura do Bacalhau” com os autores André Tavares e Diego Inglez de Souza (Dafne Editora).
O livro Arquitectura do Bacalhau, da autoria de André Tavares e Diego Inglez de Souza, torna evidentes as relações entre os ecossistemas marinhos e a construção da arquitectura na costa de Portugal. Neste encontro com os autores, o protagonista será o próprio peixe, tirando partido das bancadas do mercado para explorar as vísceras dos livros e a fisiologia dos animais.

Oficina de Autoretrato Cadavre Exquis (espaço workshop)
Actividade de desenho para todas as idades (Éditions n’importe quoi).
Atividade de autoretrato utilizando a técnica do cadavre exquis. A ideia parte dum desafio proposto aos participantes: cada um tem que desenhar uma parte do seu rosto no pedaço de folha que lhe calhar, construindo assim, no final, uma cara composta por vários fragmentos de rostos. Cada participante terá um exemplar no final.

14:30
De Livreiros para Livreiros
Mesa-redonda com os editores e livreiros independentes da FLIFA e entidades do sector.

15:00
Oficina Jornal da Feira (espaço workshop)
Actividade de ilustração com André Ruivo (Xerefé).
Criação de um jornal sobre a feira, em que cada um dos participantes observando o que se está a passar na feira, desenhará sobre ela: serão desenhos de venda de livros, t-shirts, serigrafias, etc. Cada um fará um trabalho diferente e podem incluir legendas se souberem escrever. É destinado a crianças dos 4 aos 10 anos.

16:00
Enquanto vamos sobrevivendo a esta doença fatal
Apresentação do livro com o autor Nelson Nunes e o editor Carlos Vaz Marques (Zigurate)

17:00
Apresentação e Tertúlia Literária – “Há quem queira que a luz se apague”
Despedida do Humor? Assistiremos um dia ao fim dos humoristas e do livre-arbítrio, numa sociedade cada vez mais castradora e incapaz de rir?
Apresentação do livro e conversa em torno de «Há quem queira que a luz se apague», de Mário Freitas, Derradé e Beatriz Duarte, uma edição Kingpin Books.
Moderação de Analita Santos e David Roque, curadores do clube de leitura «Encontros Literários O Prazer da Escrita».
Sobre o livro: Findo o humor, finda a empatia. Dário e Álvaro são os últimos humoristas vivos, encarcerados num centro de detenção especialmente destinado à supressão dos desvios neurais normativos. O semblante seráfico do Supremo Líder tudo contempla. E até a Lua brilha menos.

Leituras pelo ar (espaço workshop)
Sessão de leitura para todas as idades com Ana Carolina Correia, Rita Belchior e Rute Teixeira
Quem disse que ler é uma chatice nunca ouviu o que temos para contar! Gostamos de palavras, muitas palavras, organizadas em frases que juntas são textos que não lembrariam a ninguém. Pois bem, lembraram-se os seus autores, escritores que vos trazemos nesta sessão de leitura em voz alta que vos propomos se tiverem a coragem de nos ouvir. Em troca, têm apenas que nos dizer qual de nós é a melhor. A Rede de Bibliotecas de Lisboa propõe uma sessão de leitura em voz alta para todas as pessoas, pela voz de Ana Carolina Correia, Rita Belchior e Rute Teixeira. Só é preciso trazer vontade de ouvir! Destinatários: Pessoas dos 6 aos 99 anos de idade.  

18:00
Internacionalização e Livrarias Independentes
Conversa com Ana Coelho e Bernardo Trindade e moderação de Carla Quevedo Tendo como pano de fundo a participação de Lisboa como Cidade Convidada de Honra na Feira Internacional do Livro de Buenos Aires 2024, propõe-se uma conversa em torno do contributo das livrarias independentes para a internacionalização da literatura e dos autores portugueses. Quais os fatores distintivos das livrarias independentes de Lisboa que mais contam para o perfil da cidade enquanto cidade literária?

Oficina Construção de Caderno (espaço workshop)
Actividade de artes plásticas para todas as idades (Éditions n’importe quoi)
Construção de um caderno de um só booklet e decoração da respetiva capa.


DOMINGO, 1 DE OUTUBRO

11:00 – 13:00
O ABC Ilustrado (espaço workshop)
Oficina de ilustração infantil com Lithales Soares
No interior de uma caixa existem letras que constituem o abecedário. As crianças serão convidadas a retirar da caixa uma letra, imaginar uma palavra e o seu significado e ilustrá-la. Oficina baseada no Dicionário Infantil Ilustrado “MIS PRIMERAS 80.000 PALABRAS”, editado pela Média Vaca. Valencia, 2005. Dos 6 aos 10 anos.

12:00
Tamem Digo – Uma história de migrações
Apresentação do livro com a ilustradora Julia da Costa (Officina Noctua)
O tema principal da conversa será “”A emigração no feminino””, tema que é transversal à narrativa do livro. Para tal, Julia da Costa contará com a companhia de mais algumas mulheres, também emigrantes, que partilharão com os espectadores a sua experiência.”

15:00
Vozes que o tempo não apaga
conversa com Patrícia Moreira (autora dos livros “As Novas Identidades Portuguesas” e “A Bagagem da Imigração”), Elga Fontes (Tradutora e Comunicadora), Luís Barbosa Vicente (Executive Manager da Nimba Edições) e moderação de Paula Cardoso.
Que autorias e narrativas continuam à margem do mercado editorial? De que forma essas ausências reproduzem processos históricos de invisibilização e apagamento, nomeadamente de recorte étnico-racial? Podem as publicações independentes forçar a abertura do mercado a vozes diversas, divergentes e disruptivas? Vamos conversar!

Apresentação e leitura das fanzines das MANAS (espaço workshop)
Leitura de poemas de três fanzines, editadas em colaboração com a Biblioteca das Insurgentes
As manas, um grupo de apoio de mulheres e pessoas não binárias que sofrem diferentes vulnerabilidades e que pertence ao GAT apresentarão e farão a leitura dos poemas das suas 3 fanzines, editadas em colaboração com a livraria e a biblioteca das insurgentes: 1# Sonho e Sobrevivência, 2# Só mais um desabafinho. Maternidades e Drogas, 3# Casa.

16:00
Por tudo e por nada
Leitura da peça de Nathalie Sarraute traduzida por Jorge Silva Melo e Pedro Tamen, com João Meireles, Pedro Carraca, Andreia Bento e António Simão do grupo Artistas Unidos.

Homem 1: Ouve lá… Queria fazer-te uma pergunta… Foi um bocado por isso que vim… Eu queria saber… Que é que aconteceu? Que é que tu tens contra mim?
Homem 2: Eu? Nada… Porquê?

“Nas minhas peças não há acção, foi substituída pelo fluxo e refluxo das palavras.”
Nathalie Sarraute

“Sarraute é uma romancista única, impenetrável. O seu teatro, insinuante e irónico, prolonga o gesto romanesco e amplia-o. Uma das escritas mais pertinentes do século XX, vinda da Rússia que já sabemos ter sido de Tcheckhov. Mas a pequena música de Sarraute é uma música fúnebre: alguém está a morrer.”

Jorge Silva Melo

Histórias ao Vento (espaço workshop)
Oficina de história voadora a partir do livro “Haja Paciência” de Gonçalo Viana, com Luiza Reis (BAOBÁ Livraria)
Nesta brincadeira, trocamos histórias de mão em mão, nas asas de aviões de papel. Começamos com uma palavra, frase ou imagem e… 1, 2, 3 vai levantar voo para outras mãos. O desafio é continuar a história!
+ 6 anos

17:00
O Lado Selvagem dos Livros: bibliotecas, leituras e comunidades
Conversa com Edite Guimarães (Chefe de Divisão da Rede de Bibliotecas de Lisboa), Filipa Barros (Coordenadora da Biblioteca de Belém) e Vanessa Albino (Coordenadora da Casa do Jardim da Estrela – Teatro em Cada Bairro)

Compêndio Cantiano (espaço workshop)
Apresentação do livro “Compêndio Cantiano” sobre o professor, editor e tipógrafo amador Paulo de Cantos (1892-1979) com os editores Cláudia Castelo e António Silveira Gomes (barbara says…)
18:00

2023: Odisseia no Espaço
Conversa com José Pacheco Pereira e Jaime Nogueira Pinto sobre banda-desenhada, ficção       científica e outros géneros tantas vezes considerados “menores” mas que contribuem para a nossa formação enquanto leitores.


💬 Conheça os Editores e Livreiros independentes:



Partilhar esta página