Como será o NATAL PELO MUNDO?

Seis pessoas, seis nacionalidades, seis culturas, seis maneiras distintas de comemorar o Natal.

Nesta quadra natalícia, a freguesia mais multicultural de Lisboa dá a conhecer como seis culturas de diferentes partes do mundo celebram o Natal, através de testemunhos na primeira pessoa. 


NATAL PELO MUNDO: ITÁLIA EM ARROIOS

A nossa primeira convidada, Serena Cacchiol, é professora de italiano no Centro Dante e está em Portugal há 10 anos.

Fala-nos dos raviolis tradicionais de Natal, da bruxa “Befana” (que dá ora prendas ora carvão às crianças mediante o seu comportamento) e de sobremesas como o famoso “panetone” e a “spungata”. A não perder!


NATAL PELO MUNDO: GALIZA EM ARROIOS

Miguel Prieto é Vice-Presidente da Xuventude de Galicia – Centro Galego de Lisboa Filho de galegos, nasceu em Arroios, mas mantém uma ligação fortíssima com a terra da família.

Fala-nos da gastronomia Galega, dos “esconjuros” e das queimadas para afastar as bruxas e a má sorte, e da enorme quantidade de sobremesas galegas, incluindo a famosa Tarte de Santiago.


NATAL PELO MUNDO: EGIPTO EM ARROIOS

Ashraf Hanna, copta do Egipto (os coptas são os cristãos egípcios), apaixonou-se por uma Portuguesa e veio para Portugal há 32 anos. Foi tradutor e agora tem uma série de drogarias tradicionais portuguesas pela cidade.

Falou-nos de como é ser cristão no sul do Egipto, dos biscoitos que fazia com a família e do choque cultural quando veio para Portugal e teve de habituar-se a novas tradições.


NATAL PELO MUNDO: ALEMANHA EM ARROIOS

Klemens Detering é professor no Goethe-Institut Portugal, chegou a Portugal há 38 anos, vindo de Duisburg na Alemanha.

Fala-nos de como os alemães celebram o Natal, dos pratos favoritos dos alemães (incluindo o ganso de Natal e o famoso “stollen”) e das semelhanças entre certos doces alemães e portugueses (como os sonhos).


NATAL PELO MUNDO: FILIPINAS EM ARROIOS

Mabille Tamala nasceu nas Filipinas e está em Portugal há 9 anos. Apaixonou-se por um português e entretanto tiveram dois filhos. É fotógrafa de eventos.

Fala-nos do Natal nas Filipinas, de missas que duram 9 dias, de mesas cheias de comida, de pratos em folhas de bananeira e das dificuldades em adaptar-se ao Natal português.


NATAL PELO MUNDO: UCRÂNIA EM ARROIOS

Olesia Bogdan, líder comunitária da comunidade ucraniana, está em Portugal há 18 anos.

Fala-nos dos jantares de Natal de 12 pratos, das tradições infantis (as crianças vão bater porta a porta a cantar, e recebem moedas) e de sobremesas ucranianas parecidas com os nossos sonhos. Tem ao colo, durante toda a entrevista, o seu filhote de 4 meses.