Uma Revolução nunca dura só um dia.

Os acontecimentos que mudam a história demoram muito mais tempo, dias, semanas, meses, anos, andando para a frente, recuando, ficando muito tempo imobilizados e, depois, soltando-se com fúria. A Revolução começou nesse dia, a liberdade começou a 25 de Abril, materializou-se com a libertação dos presos políticos, ganhou uma enorme dimensão popular no 1º de Maio.

A democracia começou depois, com a passagem dos partidos clandestinos à legalidade, a construção de novos partidos e o compromisso de fazer eleições livres. E tudo começou nos primeiros dez dias.

Uma exposição com comissariado de José Pacheco Pereira.

Organização: Câmara Municipal de Lisboa, Associação Ephemera
Apoio: EGEAC, Junta de Freguesia de Arroios
Integrado nas Comemorações Municipais e Nacionais dos 50 anos do 25 de Abril.

Horário:
Quarta a domingo
11h00 às 19h00